Advertisement
Campanha Digital contra o Preconceito GLBT
     
   
 

Links & Sites
   
Jean Genet PDF Print E-mail
Written by Equipe Aqui Rola   
Thursday, 16 June 2011
 Jean Genet - (19 dezembro de 1910 - 15 abril de 1986)

 O escritor francês Jean Genet inspirou-se em suas experiências como delinquente juvenil, ladrão, prostituto e prisioneiro em suas peças transgressoras, romances e trabalho no cinema. Sua visão sombriamente bela revela os subterrâneos da sociedade do ponto de vista dos despossuídos, dos rejeitados. Seus contos eróticos e rebelde surgiram como um choque - até mesmo para o público gay - por sua brutalidade e raiva. Ele modernizou o conceito de "gay" longe da decadência perfumada de Oscar Wilde e Ronald Firbank a um corajoso ideal masculino que celebrava o status de incomum ao invés da assimilação dos padrões da sociedade.

No excelente trabalho do escritor Edmund White, Genet: Uma Biografia, ele conta que o Jean Genet era filho ilegítimo de uma prostituta, e começou uma vida de pequenos roubos em idade precoce, sendo detido parte de sua juventude na Colônia Penal Mettray; fugiu para a Legião  Estrangeira aos 18 anos onde foi desonrosamente expulso por atos homossexuais. passou então seus anos de juventude dentro e fora da prisão por vários delitos criminais e morais, incluindo prostituição.

Enquanto estava na prisão, já adulto, Genet começou a escrever poemas e romances. Ele produziu e pagou por sua impressão e mostrou seu trabalho para Jean Cocteau (poeta, romancista, cineasta, designer, dramaturgo e ator, francês). Mais tarde, quando Genet enfrentou uma sentença de prisão perpétua por crimes diversos, Cocteau, o filósofo e escritor Jean-Paul Sartre, o pintor espanhol Pablo Picasso e o também escritor André Gide vieram em sua defesa e evitaram que enfrentasse uma pena de prisão maior.

 Genet foi santificado pelos existencialistas, proibido pelas editoras americanas, e louvado pelo grupo os Panteras Negras. Nos anos 60 passou a colher os frutos de suas trangressões culturais e seu engajamento politico e social. Os radicais chiques adotaram Genet. Os revolucionários bacanas festejaram com ele seu visual de jaquetas e calças de couro preto, tudo graças ao figurino fornecido por seus acompanhentes dos Panteras Negras. Jane Fonda, Jessica Mitford, Angela Davis, Ken Kesey, e Allen Ginsberg foram alguns que disputavam sua atenção, além de ter amigos dentro dos meios políticos franceses.

Para conhecer mais Jean Genet:
- Assista ao sensual "Uma canção de Amor" (Un Chant D’Amour - 1950), que fez em parceria com Jean Cocteau (baixar via torrent aqui )
- Assista Querelle (1982), filme de Rainer Werner Fassbinder baseado no romance de Genet, Querelle de Brest, com o belo Brad Davis, Franco Nero, e Jean Moreau
- Assista Poison (1991), filme de Todd Haynes baseado nos escritos de Genet.
- Suas influências podem ser vistas nas obras de Tom of Finland , Samuel Steward, Robert Mapplethorpe , e Dennis Cooper, dentre outros

Algumas obras:
- Nossa Senhora das Flores (1944)
- O Milagre da Rosa (1946)
- Querella de Brest (1947)
- Diário de um Ladrão (1949)
- Os Negros (1959)
- Os Biombos (1966)
- Um cativo Apaixonado (1985)

Assista um trecho de Uma canção de amor



Aqui uma compilação de cenas de Querelle

Last Updated ( Thursday, 16 June 2011 )
 
Next >
   

 
 
  Expediente  «•»   Fale Conosco  «•»  Anuncie Aqui
Bate-papo  «•»  Grupo de Discussão

AQUIROLA WEB Portal GLS - Aqui Rola de Tudo
© Copyright 2006-2008 - Todos os direitos reservados